Sessão Curtaí I

A sessão Curtaí I acontecerá no Cine Theatro Cachoeirano no dia 22 de março às 08h30 e no Auditório Leite Alves do CAHL/ UFRB no dia 24 de março às 10h30.

Casulo. Ficção. 5 min. BA. Brasil. 2018. Livre
Direção: Ana Paula Nunes de Abreu e Claudia Ferrari
Produção: PET Cinema

Sinopse: Maria, mãe de Joaquim, leva o filho ao enterro de uma amiga. Quando eles chegam ao velório, são alvo de olhares e críticas, pois as pessoas acreditam que uma criança não deveria estar presente em uma cerimônia fúnebre. Diante dessa fatalidade, a mãe auxilia o pequeno Joaquim a dar um novo significado à morte.


Maré Capoeira. Ficção. 14 min. RJ. Brasil. 2005. Livre 
Direção: Paola Barreto Leblanc
Produção: Patricia Bárbara


Sinopse: Os encantos da capoeira vistos pelos olhos de uma criança, em uma história de amor e de guerra.

Sophia. Ficção. 14 min. PB. Brasil. 2013. Livre 
Direção: Kennel Rogis
Produção: Rebeca Zavaski


Sinopse: Na busca por entender melhor o universo de Sophia, Joana, mãe dedicada, passa por belíssimas experiências sensoriais. Esta é uma singela história de amor e cumplicidade, cercada de poesia visual e sonora.


Filme de Carlinhos. Ficção. 20 min. BA. Brasil. Livre. 
Direção: Henrique Filho
Produção: Critiane Santana e Inajara Diz


Sinopse: Carlinhos, garoto sonhador e apaixonado por cinema, quer fazer um filme de terror na pequena cidade onde mora, Ipiaú, no interior da Bahia. Com ajuda dos seus amigos da escola e estímulo do dono de uma videolocadora, Carlinhos se dedica para realizar seu sonho.




A Piscina da Caique. Ficção. 15 min. Brasil. 2017. Livre
Direção: Raphael Gustavo da Silva
Produção: Tamara Benetti


Sinopse: Sonhando em ter uma piscina, Caíque e seu amigo inseparável se divertem escorregando no chão molhado e ensaboado da área de serviço. Por causa do desperdício de água, Caíque acaba criando problemas com sua mãe.


Papaoutai. Vídeo musical. 4 min. França. 2013. Livre 
Direção: Ray Reyntjens
Produção: Caviar


Sinopse: Papaoutai "(Papa où t'es, francês para" Papai, onde você está? ") é uma música escrita e interpretada pelo músico belga Stromae, o clipe refere-se à ausência do pai de Stromae, que foi morto no genocídio ruandês de 1994.





Comentários

Postagens mais visitadas